Quinta, 21 de Janeiro de 2021 16:54
86 998652221
Geral Brasil

Mulher grávida e algemada é agredida por PM com socos e chutes

O caso aconteceu no dia 26 de setembro, no Mato Grosso do Sul, mas as imagens da câmera de segurança só foram divulgadas neste domingo, (22/11), e viralizaram nas redes sociais

23/11/2020 07h55 Atualizada há 2 meses
Por: admin
(crédito: Reprodução)
(crédito: Reprodução)

Uma mulher de 44 anos foi agredida por um Tenente enquanto estava algemada dentro do Batalhão da Polícia Militar de Bonito, no Mato Grosso do Sul. O caso aconteceu no dia 26 de setembro, mas as imagens da câmera de segurança só foram divulgadas neste domingo, (22/11), e viralizaram nas redes sociais.

Nas imagens, a mulher está algemada, de pé, quando é empurrada pelo comandante. Ela cai na cadeira e bate as costas. Com as mãos presas, ela tenta se defender com os pés. O tenente, então, revida com um chute e uma sequência de socos. Outro policial se aproxima, mas fica apenas observando a cena até que uma policial mulher intervém e contém o tenente.

O vídeo mostra ainda que outros dois homens estão na sala, mas ficam alheios a agressão.

Em nota divulgada neste domingo, a Polícia Militar de Mato Grosso do Sul disse que a mulher foi detida por suspeita de cometer crimes de desacato, danos ao patrimônio, ameaça, resistência à prisão e embriaguez.

"Quanto as imagens que aparecem no vídeo, foi feita uma análise preliminar do conteúdo, identificando o local e militares envolvidos. Imediatamente, o comandante do CPA-3, coronel Emerson de Almeida Vicente, determinou a instauração de um Inquérito Policial Militar (IPM), que é o instrumento legal para investigar fatos dessa natureza", informou a corporação.

Após a repercussão, a OAB-MS também se manifestou e disse que as imagens são "estarrecedoras, fortes e somente corroboram, infelizmente, que a violência advinda de onde se espera justamente a proteção".

A seccional também pediu para que o episódio seja severamente apurado e os responsáveis punidos.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.