Domingo, 22 de Maio de 2022
24°

Pancada de chuva

Piripiri - PI

Geral Piauí

Coordenadoria da Mulher debate com TJ implementação da Casa da Mulher Brasileira no Piauí

São Raimundo Nonato deverá ter a primeira casa a iniciar os trabalhos de atendimento humanizado às mulheres vítimas de violência no Piauí

26/01/2022 às 13h35
Por: admin Fonte: Secom Piauí
Compartilhe:
Foto: Reprodução/Secom Piauí
Foto: Reprodução/Secom Piauí

A coordenadora de Estado de Políticas para Mulheres, Zenaide Lustosa; a diretora de Planejamento e Gestão da CEPM, Ellen Costa; a juíza Keylla Ranyere Lopes Teixeira Procópio; e a coordenadora da Coordenadoria da Mulher em Situação de Violência do Tribunal de Justiça do Piauí (TJ/PI), estiveram em reunião com o presidente do Tribunal, o desembargador José Ribamar Oliveira. Na ocasião foram discutido sobre a Casa da Mulher Brasileira, Plantão Mulher, com objetivo de articular estratégias para o enfrentamento à violência doméstica no Piauí.

“A Casa da Mulher Brasileira em Teresina, Picos e São Raimundo Nonato permitirá que as mulheres tenham um atendimento humanizado e impactará diretamente na redução dos números de violência contra a mulher devido ao trabalho ser realizado de forma integrada com a Rede de Atendimento à mulher. São Raimundo Nonato deverá ser a primeira casa a iniciar os trabalhos de atendimento humanizado às mulheres vítimas de violência no Piauí, atendendo toda região da Serra da Capivara. Então, essa reunião teve o objetivo de discutir como deverá ser operacionalidade das unidades de atendimento através do Termo de Cooperação Técnica dos membros da rede”, frizou Zenaide Lustosa.

Para o presidente do TJ, desembargador José Ribamar Oliveira, “são tratativas importantes em relação à Casa da Mulher Brasileira no Piauí, em que, percebemos a necessidade de uma interação entre as diversas instituições do Estado, municípios e principalmente do TJ-PI através da coordenadoria da Mulher em Situação de Violência. Daqui sairão tratativas, projetos para que possamos proteger e acolher  as mulheres com atenção plena dessas instituições”, destacou o Presidente, desembargador José Ribamar Oliveira.

“O trabalho de enfrentamento da violência doméstica só dá resultados se existir essa união entre todas as instituições que atuam nesse combate a violência. Então, o trabalho da rede, a proximidade das instituições e a própria Casa da Mulher Brasileira fomenta essa união”, ressaltou a juíza Keylla Ranyere Lopes Teixeira Procópio, coordenadora da Coordenadoria da Mulher em Situação de Violência do TJ-PI.

Coordenadoria da Mulher debate com TJ implementação da Casa da Mulher Brasileira no Piauí
Foto: Reprodução/Secom Piauí

Na ocasião, o desembargador José Ribamar Oliveira recebeu o Acordo de Cooperação Técnica com todas as ações que deverão ser feitas pelo  TJ-PI na Casa da Mulher Brasileira.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.