Quarta, 29 de Junho de 2022
21°

Poucas nuvens

Piripiri - PI

Senado Federal Senado Federal

Sócio de startup pode ficar isento de taxas do passaporte

A Comissão de Ciência e Tecnologia (CCT) aprovou o projeto do senador Irajá (PSD-TO) que isenta sócios de startups do pagamento de taxas pela emiss...

19/05/2022 às 14h25
Por: admin Fonte: Agência Senado
Compartilhe:
Na reunião desta quinta, o senador Jean Paul Prates foi eleito vice-presidente do colegiado - Pedro França/Agência Senado
Na reunião desta quinta, o senador Jean Paul Prates foi eleito vice-presidente do colegiado - Pedro França/Agência Senado

A Comissão de Ciência e Tecnologia (CCT) aprovou o projeto do senador Irajá (PSD-TO) que isenta sócios de startups do pagamento de taxas pela emissão de passaporte, desde que a viagem ao exterior vise à apresentação de soluções desenvolvidas pela empresa (PL 6.470/2019). A análise da proposta segue agora à Comissão de Assuntos Econômicos (CAE).

O texto também condiciona a isenção do pagamento das taxas de passaporte à demonstração de que o faturamento mensal da startup é inferior ao limite determinado para microempreendedores individuais (MEI), nos 6 meses anteriores. Caso a formação da startup seja recente, a comprovação do faturamento inferior aos MEIs será proporcional ao número de meses da criação da empresa.

O relator foi o presidente da CCT, senador Rodrigo Cunha (União-AL). Para ele, a aprovação do projeto tem o potencial de estimular investimentos estrangeiros nas startups brasileiras.

Na justificativa, Irajá ressalta que o cenário para as startups no Brasil ainda é muito desafiador. Parte dessa incerteza está na aplicação das soluções desenvolvidas, que muitas vezes não ocorre no Brasil. Parte das empresas inovadoras brasileiras, afirma, desenvolvem soluções, cujas aplicações tem maior possibilidade no exterior, também por causa de um ambiente de inovação e desenvolvimento mais maduro. Irajá ainda ressalta que muitas vezes a captação de recursos para a expansão das startups brasileiras ocorre em eventos no exterior.

Ainda durante a reunião desta quinta-feira (19) a CCT elegeu o senador Jean Paul Prates (PT-RN) para a vice-presidência da comissão, em mandato que dura até janeiro de 2023.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.