Domingo, 25 de Setembro de 2022
Geral Geral

Operação policial na Maré apreende cerca de uma tonelada de drogas

Houve confronto na operação e um suspeito morreu

11/08/2022 às 15h05
Por: admin Fonte: Agência Brasil
Compartilhe:
© Tânia Rego/Arquivo/Agência Brasil
© Tânia Rego/Arquivo/Agência Brasil

Policiais do Comando de Operações Especiais (COE), do Batalhão de Ações com Cães (BAC) da Polícia Militar do Rio e da Coordenadoria de Recursos Especiais (CORE), da Polícia Civil, apreenderam hoje (11) cerca de uma tonelada de drogas durante operação conjunta realizada nas comunidades Nova Holanda e Parque União, no conjunto de favelas da Maré, zona norte da capital. Os entorpecentes foram localizados pelos cães durante as ações de varredura.

Segundo a Secretaria de Estado de Polícia Militar (SEPM), houve confronto na operação. Nas incursões, criminosos armados atiraram contra os policiais e dois suspeitos foram atingidos e levados para o Hospital Federal de Bonsucesso, na zona norte da cidade. Um deles, no entanto, não resistiu aos ferimentos. “Com eles, foram apreendidos uma pistola, seis carregadores municiados e um cinto de guarnição”, informou.

De acordo com a secretaria, entre os objetivos da operação que ainda está em andamento, está a localização e prisão dos criminosos que assassinaram o policial militar Sandro Santos da Silva, em janeiro deste ano, quando o soldado fazia policiamento na Avenida Brasil, perto do Parque União, na zona norte do Rio. Além disso, a operação busca integrantes de uma das principais quadrilhas de roubos de carga da região metropolitana do Rio de Janeiro.

Educação

Por causa da operação, a Secretaria Municipal de Educação do Rio (SME) suspendeu as aulas em 21 escolas da Maré. “O atendimento aos alunos está acontecendo de forma remota. A SME trata como prioridade a segurança de toda a comunidade escolar e a medida de suspensão das aulas é para segurança dos alunos, professores e funcionários das escolas”, informou a secretaria.

“É importante lembrar que a Secretaria Municipal de Educação, em parceria com o Comitê Internacional da Cruz Vermelha, instituiu o Programa Acesso Mais Seguro em unidades localizadas em áreas de conflito. O programa tem como objetivo mitigar riscos por meio de protocolos que são aplicados por professores, alunos e toda a comunidade escolar em situações de risco. Sempre que há uma situação de risco o protocolo é acionado”, concluiu a pasta.

Saúde

A operação policial interrompeu também o funcionamento da Clínica da Família Jeremias Moraes da Silva. A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) acionou o protocolo de acesso mais seguro e, para segurança dos usuários e profissionais, interrompeu os serviços na unidade nesta quinta-feira. Já na Clínica da Família Diniz Batista dos Santos foi mantido o atendimento à população e apenas as atividades externas realizadas na comunidade, como as visitas domiciliares, foram suspensas.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.