Domingo, 25 de Setembro de 2022
Polícia Piauí

Assassino afirma que receberia R$ 5 mil para matar marido de secretária na frente das filhas

De acordo com a polícia, o mandante seria filho de um homem que morreu em um acidente que teve envolvimento da vítima assassinada. Contudo, ele não teve culpa no acidente.

16/09/2022 às 11h20 Atualizada em 16/09/2022 às 11h48
Por: admin Fonte: G1
Compartilhe:
Reprodução
Reprodução

O suspeito de assassinar João Rodrigues Neto Dias, Juniel Assis Paes Landim, confessou o crime e informou à polícia que que receberia R$ 5 mil pelo assassinato. A polícia informou que ainda há suspeita de que o mandante teria dado a ordem de que a vítima fosse morta, obrigatoriamente, na frente das filhas. As meninas têm menos de 10 anos.

Durante coletiva de imprensa, o delegado geral de Polícia Civil, Lucy Keyko, contou que o homem já tinha recebido R$ 1 mil e receberia o restante dos R$ 5 mil após o crime.

Ele destacou que os suspeitos de serem os mandantes, que não teve o nome informado, seriam familiares de um homem - Pedro Ferreira - vítima de um acidente de trânsito ocorrido há no mês de junho de 2022, também em São Raimundo Nonato.

Conforme descrição do delegado Lucy Keiko, Pedro morreu depois de colidir com um animal em uma estrada, quando conduzia uma moto.

Logo atrás, João Rodrigues, de carro, teria tentado desviar dos animais na pista e acabou atropelando Pedro. O homem morreu, mas o laudo concluiu que João não teve culpa no acidente.

"De fato ele [Pedro] morreu em consequência do atropelamento, mas era uma situação que a vítima [João] não tinha como evitar, foi um acidente", informou o delegado.

Filhos de Pedro presenciaram o acidente e a morte do pai e, segundo a polícia, passaram a ameaçar João de morte. Por ter visto o pai morrer, eles teriam ordenado que João fosse executado na frente das filhas, duas meninas menores de 10 anos.

O suspeito foi preso na tarde de quinta-feira (15) em São Lourenço, a 20 km de São Raimundo Nonato, Sul do Piauí. De acordo com a polícia, ele estava escondido na casa de familiares.

Posteriormente, a polícia apreendeu a arma usada no crime: um revólver calibre 22. O homem preso foi encaminhado para a Delegacia de São Raimundo Nonato. O crime ocorreu na terça-feira (13).

João Rodrigues Neto Dias foi assassinado no Centro da cidade. Ele era casado com a secretária municipal do trabalho e assistência social, Valdênia Costa.

Vídeo registrou assassinato

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Portal Voz do Piauí (@vozdopiaui)

Uma câmera de segurança registrou o momento (veja vídeo no início da reportagem) em que João Rodrigues Neto Dias foi assassinado na frente das duas filhas, enquanto passava de moto em uma rua no Centro de São Raimundo Nonato.

As imagens mostram que o criminoso esperou João Rodrigues passar para abordar a vítima, que estava com as duas filhas na moto. Depois que as crianças descem do veículo, o homem aponta a arma e atira em direção a cabeça de João.

Em seguida, a vítima cai da moto e o criminoso foge correndo. As duas crianças presenciaram toda a ação.

A prefeita de São Raimundo Nonato, Carmelita Castro, lamentou a morte de João Rodrigues Dias Neto e solidarizou com a secretária Valdenia Costa e suas filhas. A Secretaria Municipal do Trabalho e Assistência Social (Semtas) e os órgãos que fazem parte da pasta fecharam nesta terça-feira.

Veja abaixo a nota da Prefeitura de São Raimundo Nonato:

A prefeitura de São Raimundo Nonato, em nome da prefeita, Carmelita Castro e de todos os funcionários e funcionárias do Município vêm manifestar profundo pesar pela morte prematura de João Rodrigues, esposo da Secretária Municipal de Ação Social, Valdenia Costa.

Nesse momento de dor infinita, rogamos a Deus que conforte a esposa, as filhas e toda a família e que João Rodrigues descanse na paz celestial.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.