Sexta, 23 de Outubro de 2020 07:36
86 998652221
Polícia TERESINA

Jovens foram presos suspeitos de se passarem por entregadores de delivery para realizarem assaltos

O grupo foi preso em uma residência na zona Norte de Teresina, com diversos produtos roubados.

29/07/2020 06h22 Atualizada há 3 meses
Por: admin
Jovens se passam por entregadores para assaltar
Jovens se passam por entregadores para assaltar

Três suspeitos de se passarem por entregadores de delivery para realizar assaltos em Teresina foram presos pela Força Tarefa da Secretaria de Segurança Pública do Estado, na tarde desta terça-feira (28), em uma residência no bairro Buenos Aires, na zona Norte da capital. 

Com os acusados, que foram identificados como Alberto Jorge, de 20 anos e Mateus Mardem, de 21 anos e Athos Eduardo Rodrigues Matos, de 18 anos, foram encontrados uma “bag”, que era utilizada para os assaltos, em que eles se passavam por entregadores de aplicativos de Delivery, a motocicleta que era usada nas ações criminosas, também produto de roubo, além de diversos objetos, tais como aparelhos de TV, jóias, celulares, monitores, equipamentos eletrônicos, todos roubados. Segundo as informações, eles realizaram nos últimos dias diversos assaltos na zona Leste de Teresina e na região do grande Dirceu, na zona Sudeste da capital. 

De acordo com o Major Audivan Nunes, coordenador das Forças Especiais da Secretaria de Segurança, os indivíduos já constam diversas passagens pela polícia. Na residência também foram encontradas diversas bebidas e drogas. “Durante o dia eles passavam o tempo se divertindo, bebendo e  pela noite eles iam cometer crimes. São dois indivíduos de alta periculosidade, que vão ser autuados em flagrantes e colocá-los à disposição da justiça”, disse.O grupo foi conduzido em seguida para a Central de Flagrantes para os procedimentos cabíveis.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.