Domingo, 24 de Janeiro de 2021 22:13
86 998652221
Politica & Economia DIFICULDADES

Sem ambulância na cidade, prefeito do Piauí decide reduzir salário em 50% para alugar veículo

Com a redução, o gestor irá receber R$ 6 mil até o município conquistar uma ambulância.

08/01/2021 08h19 Atualizada há 2 semanas
Por: admin Fonte: G1
Redução de salário será para custear lotação de ambulância — Foto: Divulgação
Redução de salário será para custear lotação de ambulância — Foto: Divulgação

O prefeito de Cristino Castro, Felipe Dias (PT), decidiu reduzir o salário em 50% para custear uma ambulância para o município. Segundo ele, a cidade possui três veículos para o transporte de pacientes, entretanto, todos eles estão quebrados.

Procurado pelo G1, o ex-prefeito de Cristino Castro, Manoel Pereira Júnior, não foi localizado para comentar sobre o caso.

O salário líquido do prefeito seria de R$ 12 mil. Com a redução, Felipe irá receber R$ 6 mil até o município conquistar uma ambulância. A decisão foi anunciada, mas ainda não foi publicada no Diário Oficial.

“Estamos em uma situação difícil e foi uma medida necessária para que a gente pudesse de alguma forma atender aos anseios da população. Ainda não temos previsões de receitas e nem de despesas. O normal era que todo município tivesse ao menos uma ambulância, entretanto, como não há previsão de receita, decidi tirar do meu salário”, disse.

Atualmente, os pacientes em situações menos graves estão sendo transportados em carros de passeio da prefeitura. Mas o gestor informou que a administração municipal já encontrou uma empresa responsável por locações e a previsão é que Cristino Castro receba um novo veículo na próxima semana.

Corte de energia

O prefeito também revelou que a prefeitura possui débitos milionários. “Nós estamos com a energia cortada no prédio da prefeitura. Estamos devendo em torno de R$ 2 milhões. Estamos também com débitos previdenciários de R$ 1 milhão”, afirmou.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.