Quinta, 25 de Fevereiro de 2021 09:49
86 998652221
Politica & Economia CORONAVÍRUS

Governador do Piauí deve restringir horário de funcionamento do comércio

O documento deve ser publicado ainda nesta terça-feira (26) e tem objetivo de conter aglomerações e evitar a profileração do novo coronavírus.

26/01/2021 15h38 Atualizada há 4 semanas
Por: admin
Novo decreto do governador restringe horário de funcionamento do comércio
Novo decreto do governador restringe horário de funcionamento do comércio

O governador Wellington Dias deve assinar um novo decreto restringindo o horário de funcionamento do comércio, shoppings, restaurantes, bares e proibindo qualquer festividade no período de Carnaval. O documento deve ser publicado ainda nesta terça-feira (26) e tem objetivo de conter aglomerações e evitar a profileração do novo coronavírus.

De acordo com o decreto, que deve se iniciar na próxima sexta-feira (29) e vai até o dia 21 de fevereiro, os shoppings poderão funcionar até às 19h e o comércio somente até às 14h.

No entanto, as medidas não devem afetar as escolas particulares.

O objetivo é conter o aumento dos casos de coronavírus (covid-19) no estado. A fiscalização deve ser realizada pela Polícia Militar do Piauí e pelo serviço de Vigilância Sanitária.

Carnaval suspenso

O governador já havia suspendido a realização de eventos carnavalescos no Piauí, bem como os pontos facultativos da segunda-feira de carnaval e da Quarta-Feira de Cinzas.

A nova decisão restringe horários de alguns setores e proíbe festividades no período do carnaval. “O Governador já analisou o decreto, que vai ser publicado hoje a noite, por volta de meia noite no Diário Oficial. Começará nesta sexta e irá até 21 de fevereiro, em um domingo. Essas medidas têm por objetivo reduzir o nível de aglomeração e contágio do vírus. Essas medidas atingem bailes, blocos, trio elétricos; toda e qualquer atividade que aglomere está proibitido”, disse. 

Nesse período, o comércio terá o horário reduzido, podendo funcionar até às 14 horas e os Shoppings Centers  até às 19. Bares e restaurantes também mudarão seus horários e não poderão ter apresentações ao vivo.  O Comitê de Operações Emergenciais (COE) se reuniu nesta segunda-feira (25), em virtude do aumento de casos e mortes pela doença e elaborou propostas e sugestões, que foram apresentadas para o líder estadual. “O governador já deu o aval, eu estou com ele aqui em São Paulo. Ele acatou as recomendações. O decreto já tá pronto e a noite será publicado”, completou. 

A maior preocupação da Saúde neste momento é com a taxa de ocupação de leitos. Alderico Tavares, superintendente da Rede de Alta e Média Complexidade da Secretaria Estadual de Saúde (Sesapi) e do COE, alertou que em Teresina a ocupação dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) com pacientes com Covid-19 está em 75% e no interior do Piauí, a ocupação dos leitos de UTI está em 66%, reflexo de participação dos piauienses em eventos com aglomeração.

O presidente da FMS Gilberto Albuquerque, divulgou um vídeo nesta terça-feira (26), comentando a ocupação atual dos leitos na capital, ressaltando que três hospitais já estão com 100% de ocupação em seus leitos de UTI.

“A situação dos leitos em Teresina é a seguinte: o HUT tem 18 leitos para pacientes covid e estão todos ocupados, o Monte Castelo tem 20 leitos de UTI Covid e 17 estão ocupados, o Hospital Getúlio Vargas, nos seus 15 leitos com todos ocupados, o Hospital Natan Portela com seus 27 leitos também ocupados, então veja que a situação no serviço público de leitos de UTI já está chegando no seu limite, por isso a população precisa ajudar”, declarou.

O presidente da FMS Gilberto Albuquerque, divulgou um vídeo nesta terça-feira (26), comentando a ocupação atual dos leitos na capital, ressaltando que três hospitais já estão com 100% de ocupação em seus leitos de UTI.

“A situação dos leitos em Teresina é a seguinte: o HUT tem 18 leitos para pacientes covid e estão todos ocupados, o Monte Castelo tem 20 leitos de UTI Covid e 17 estão ocupados, o Hospital Getúlio Vargas, nos seus 15 leitos com todos ocupados, o Hospital Natan Portela com seus 27 leitos também ocupados, então veja que a situação no serviço público de leitos de UTI já está chegando no seu limite, por isso a população precisa ajudar”, declarou.

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.