Sábado, 04 de Julho de 2020 12:42
86 998652221
Politica & Economia CORONAVÍRUS

Operação da PM fiscaliza cumprimento de lockdown parcial em Teresina e no interior

A meta é alcançar um índice de isolamento social de 55%.

20/06/2020 15h30 Atualizada há 2 semanas
Por: admin
Foto: Roberta Aline
Foto: Roberta Aline

Pela quinta vez, o governo do Estado adotou medidas rígidas de circulação de pessoas durante o fim de semana em todo o Piauí. Para garantir que o lockdown parcial seja cumprido, uma operação denominada de “PM na Rua, Povo em Casa” está sendo realizada em Teresina e em pelo menos nove cidades do interior. 

O objetivo é conter o avanço da Covid-19 no Piauí, reduzindo o índice de transmissibilidade, com a restrição de funcionamento de algumas atividades. A meta é alcançar um índice de isolamento social de 55%. No início da madrugada, uma festa clandestina foi encerrada na zona rural de Teresina.

Durante todo o fim de semana, a operação vai intensificar as ações nas barreiras sanitárias das rodovias e atuar no patrulhamento das áreas comerciais. São 40 locais de atuação, entre pontos de bloqueio do tipo barreiras e locais de patrulhamento em áreas comerciais, 53 viaturas e 162 e policiais destinados a essa operação. 

“Todos os batalhões da capital, principalmente o BPRONE, BPRE e CIPTRAN estão atuando desde às 8h deste sábado, e no interior os batalhões de Parnaíba, Picos, Floriano, São Raimundo Nonato, Uruçuí, Corrente, Bom Jesus, Piripiri e Oeiras. Orientando a população a permanecer em casa durante esse período, bem como fiscalizando transportes de pessoas, funcionamento de estabelecimentos comerciais, festas clandestinas e outros, tudo em consonância com os decretos em vigor”, disse o comandante-geral da PM, Lindomar Castilho.

Segundo comandante, o descumprimento do decreto acarretará em crime de desobediência. “Aos que forem flagrados descumprindo o decreto serão lavrados Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) por descumprimento de medida sanitária e por crime de desobediência, que será encaminhado ao juizado, os policiais estão orientados nesse sentido”, afirmou.

Para o Lindomar Castilho, a expectativa é de que a ação transcorra com tranquilidade. “A operação busca exatamente que a população permaneça em casa, como sabemos, é a medida mais correta para evitar o alastramento dessa pandemia e a consciência das pessoas é que vai permitir que isso ocorra. Então, esperamos a compreensão das pessoas. A expectativa é que tenhamos poucas ocorrências, poucas intervenções e que entendam que essa ação é necessária”, frisou.

Todo o efetivo de policiais que está trabalhando nesta operação está utilizando os Equipamentos de Proteção Individual (EPI), como máscaras, luvas e álcool em gel.

Na última operação realizada pela PM, entre os dias 15 a 18 de junho, foram orientadas 10.600 pessoas e 7.000 veículos abordados e averiguados. Além das ações preventivas e prestando apoio aos órgãos de saúde e da vigilância sanitária.

Veja o que pode abrir durante o lockdown parcial: 

No sábado (20) ficam garantidos o funcionamento de:

– farmácias e drogarias;

– serviços de saúde;

– mercados e supermercados;

– panificadoras e padarias;

– atividades de distribuição e comercialização de combustíveis, biocombustíveis, gás liquefeito de petróleo e demais derivados de petróleo;

– borracharias;

–serviços de delivery;

– serviços de segurança e vigilância;

– pontos de alimentação localizados às margens de rodovias;

– serviços de transporte de cargas;

– serviços bancários exclusivamente para pagamento de auxílio emergencial e benefícios sociais e autoatendimento;

– atividades agrícolas e agroindustriais, incluindo colheita, ordenha, armazenagem e secagem, entre outras atividades sob risco de perecimento;

– atividades de obras de infraestrutura de transportes e para a produção de energia realizadas em parques situados na zona rural;

– casas lotéricas;

- concessionárias de veículos, exclusivamente o setor de oficina, para serviços de manutenção e conserto de veículos.

No domingo (21) poderão funcionar apenas:

– farmácias e drogarias;

– serviços de saúde;

– imprensa;

– serviços de segurança e vigilância;

– serviços de delivery exclusivamente para alimentação;

– serviços de autoatendimento bancário;

– borracharias, postos de combustíveis e pontos de alimentação localizados às margens de rodovias e serviços de transporte de cargas;

– atividades agrícolas e agroindustriais, incluindo colheita, ordenha, armazenagem e secagem, entre outras atividades sob risco de perecimento.

Serviços Públicos

Os serviços públicos tais como energia elétrica, saneamento básico, funerários, segurança pública, telecomunicações e radiodifusão, deverão funcionar entre os dias 20 e 21 de junho respeitando as determinações sanitárias expedidas para a contenção do novo coronavírus, inclusive quanto aos atendimentos emergenciais.

Fonte: Cidade Verde

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.