Sábado, 04 de Julho de 2020 12:29
86 998652221
Cidades OAB-PI

OAB emite nota de repúdio após a advogada e prefeita Carmem Gean sofrer ataques de Fakes News

Repudiamos todo tipo de hostilização, perseguição, preconceito, discriminação e disseminação de Fake News.

25/06/2020 09h00 Atualizada há 6 dias
Por: admin
Prefeita Carmem Gean
Prefeita Carmem Gean

A OAB secção de Piripiri, emitiu no final da tarde desta quarta feira (24), uma nota de repúdio após a advogada e prefeita  da cidade de Brasileira Carmem Gean sofrer ataques de FAKE NEWS nas redes sociais utilizando sua imagem abaixo da expressão: Anda por nosso município uma mulher se passando por evangélica tentando atrair seguidores para sua igrejinha”. A Gestora do município quando tomou conhecimento dos ataques, lamentou e fez um desabafo após ser propagada uma montagem com suas fotos.

"É muito triste e lamentável ser diariamente vítima de ataques, de noticias falsas criadas por pessoas que se escondem atrás de um computador, por não terem coragem de mostrar o rosto e falarem o que pensam.

Pior ainda é ver que pessoas usam de deboche e preconceito para com os evangélicos. É uma religião que tenho um profundo respeito e possuo muitos amigos evangélicos que admiro."

Segue a nota de repúdio da OAB:

NOTA DE REPÚDIO A ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL - SUBSEÇÃO DE PIRIPIRI – PI, vem a público declarar REPÚDIO ao conteúdo de uma Fake News que está sendo amplamente difundida em redes sociais em face da Sra. Carmen Gean Veras de Meneses, utilizando sua imagem abaixo da expressão “Anda por nosso município uma mulher se passando por evangélica tentando atrair seguidores para sua igrejinha”. A referida postagem, além de configurar ato de evidente intolerância religiosa, demonstra sério desrespeito em face de uma mulher que ocupou relevante espaço no âmbito da OAB-PI Subseção de Piripiri no triênio 2011 / 2013, quando ocupou o cargo de Secretária Geral, além de prestar relevantes serviços como professora universitária. Atos como este são indicativos de que a intolerância religiosa e a discriminação de gênero devem ser combatidas de forma veemente e eficaz pelas autoridades, inclusive o Judiciário. A construção de uma sociedade livre, justa e republicana pressupõe o reconhecimento da legitimidade de todas as pessoas, de todas as religiões e o respeito a liberdade religiosa do cidadão. Repudiamos todo tipo de hostilização, perseguição, preconceito, discriminação e disseminação de Fake News. A OAB-PI Subseção de Piripiri fica à disposição da vítima dessa Fake News para cobrar e exigir providências para que esse episódio seja exemplarmente punido, formando uma pedagogia social para que fatos como esse não se repitam.

Veja aqui a nota

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.