Terça, 22 de Setembro de 2020 01:09
86 998652221
Brasil CURIOSIDADES

Cão emociona ao fugir de novo dono para voltar a morar em casa demolida

Moradores que acompanharam a história do Snoopy, ajudam no dia a dia e tentam encontrar um novo lar para o animal.

10/05/2020 21h27 Atualizada há 4 meses
Por: admin Fonte: g1
Snoopy precisou ser resgatado durante um dia de maré alta. — Foto: Arquivo Pessoal
Snoopy precisou ser resgatado durante um dia de maré alta. — Foto: Arquivo Pessoal

Um cachorro mobilizou moradores da comunidade Vila Esperança, em Cubatão (SP), após fugir do novo dono e voltar para a antiga casa demolida, que fica na área de palafitas da cidade. Snoopy, como é chamado, morou no local, e está há cinco meses sozinho onde era sua casa. Por ser em uma área precária, o cão já ficou preso entre os escombros e precisou ser resgatado da maré alta, mobilizando quem mora no local.

O técnico de lubrificação Uélton de Andrade, de 30 anos, disse ao G1 que ele morava com uma família no beco Caminho Rio de Janeiro, mas que os moradores se mudaram e alegaram que não teriam como levar o animal. De acordo com ele, o antigo dono alegou que doou o cão para um conhecido. Apesar da mudança, pouco tempo depois Snoopy voltou ao local da antiga residência.

Curta ou siga nossa fanpage  -  Siga nosso Instagram   -  Siga-nos no Twiter

"Faz cinco meses que ele "mora" lá. Parece que está esperando os donos, ou que quer ficar ali na antiga casa, o lugar que ele se sente bem" relata Uélton. Ele acompanhou o caso de Snoopy e, apesar, de não poder resgatar o cão por ter um bebê e pouco espaço na casa, se mobilizou para tentar encontrar um lar para o animal.

O técnico explica que desde janeiro o cãozinho era visto na frente da casa. Neste período, a antiga residência foi derrubada pelo novo dono do terreno, que construiu uma outra casa em parte do espaço. Apesar da mobilização e do tempo de espera, eles ainda não conseguiram um novo lar.

Cachorro circula em área de mangue e precisou ser resgatado algumas vezes. — Foto: Arquivo Pessoal

"Falam que vão vir adotar, a gente espera e nada. Eu adaptei tudo para colocar comida para ele, vejo todos os dias, tiro ele da maré alta, preocupado que ele seja levado. Estamos tentando uma adoção porque tenho medo dele não aguentar o inverno aqui", diz Uélton.

A dona de casa Kamila Gonçalves Dias, de 30 anos, conta que acompanhou a história de Snoopy, e que se emocionou ao ver o cão na antiga casa. "Ele ficou deitado na porta por muito tempo. Vai lá para dentro, gosta de viver ali, se sente mais seguro", comenta a dona de casa.

Apesar de se sentir em casa no espaço, Snoopy já passou por alguns problemas no local. Kamila conta que com a maré alta, ele chegou a ficar preso na água, e moradores tiveram que se reunir para tirá-lo. "Ele geralmente vai para o meio dos pedaços, e ficou preso, desesperado para tentar sair do meio do mangue", declara.

Kamila explica que se sensibilizou com a história do cão, mas não pode adotá-lo por já ter dois animais e pouco espaço em sua casa. Ela relata que na comunidade muitos sentem vontade, mas não tem uma casa grande para o animal, de porte médio. Apesar de não conseguir dar um lar ao cão, a dona de casa fez uma publicação em um grupo fechado nas redes sociais, esperando conseguir um novo lar para o cãozinho. "Ele só precisa encontrar uma nova casa, e se sentir amado, que com certeza vai querer ficar" finaliza.

Publicação foi feita em um grupo fechado, para tentar um novo lar para o cão. — Foto: Arquivo Pessoal

Animal está há cinco meses aguardando onde era a antiga casa, em Cubatão (SP). — Foto: Arquivo Pessoal

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.